Cantar nos faz sentir o Evangelho

Cantar nos faz sentir o Evangelho
"Deus lhe deu uma canção. Você só precisa saber as formas como você pode cantá-la, e aproveitar todas as oportunidades que puder para cantá-la - porque Deus usa a música não só para expressar o que está em seu coração, mas para incentivar o que está em seu coração, ou o que deve estar em seu coração."

Você foi feito para cantar. Deus criou a música, e projetou humanos para cantarem juntos.

Meras teorias naturalistas não podem explicar adequadamente este fenômeno global, presente entre todos os grupos de pessoas no planeta. As impressões digitais do criador marcam o som da música.

E o que a natureza deixa claro, a própria palavra de Deus torna ainda mais clara. Somente os Salmos emitem quase trinta comandos para se cantar. Mais trinta passagens incluem promessas de que vamos cantar louvores. A Bíblia celebra música desde o início  com Adão cantando para a mulher que Deus fez para ele (Gênesis 2.23), até o fim, com a noiva no céu cantando para o noivo que Deus lhe deu – com cânticos antigos (Apocalipse 15.3) e novos (Apocalipse 5.9; 14.3).

O próprio Jesus – totalmente Deus em plena humanidade – cantou na terra (Mateus 26.30; Marcos 14.26), e ele canta mesmo agora entre a feliz congregação do céu (Romanos 15.9; Hebreus 2.2). Um dia em breve sua Igreja estará totalmente reunida com ele, e ela irá desfrutar de música sem fim com ele.

Cantar para agitar a alma

Algo místico e aparentemente sobrenatural age nós quando cantamos. Música cultiva a felicidade e plenitude da alma humana. Cantar mexe e envolve o coração, celebrando nossas maiores alegrias e consolando-nos em nossas dores mais profundas.

Perguntei ao compositor e amado líder de adoração Bob Kauflin sobre o lugar da música na adoração corporativa da igreja, e ele vai direcioná-lo para duas vezes em que o apóstolo Paulo menciona explicitamente o canto. Efésios 5.19 fala da nossa “falando uns aos outros, com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando e louvando ao Senhor com o coração.” Colossenses 3.16 nos instrui:

Deixe a palavra de Cristo habitar em vós abundantemente, ensinando e admoestando uns aos outros em toda a sabedoria com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando com gratidão a Deus em vossos corações.

“Colossenses 3.16-17 vem no contexto de Paulo descrevendo o que parece ser viver uma vida alimentada pelo evangelho como uma comunidade no meio de uma sociedade pagã”, diz Kauflin. Essa imagem é cada vez mais relevante em nossos dias.

“Mesmo no meio dela, ele fala sobre cantar. É semelhante a Efésios 5, onde ele vai de cantar às relações domésticas. Por que ele faz isso? Por que cantar é tão importante? “

Conecte Mente e Coração

A resposta de Kauflin é penetrante, e é instrutivo o por que Deus desejaria que a música e o canto ocupassem um lugar tão proeminente não só no culto, mas em toda a vida.

“Há algo sobre cantar que permite e incentiva o enriquecer da habitação da palavra de Cristo em nossos corações. A “palavra de Cristo” é o evangelho. É quem é Jesus, o que ele fez, e porque é importante. Que evangelho habite em nós ricamente através do canto. Cantar é o que nos ajuda a fazer isso e expressar isso. “

Parafraseando o musicólogo Harold Best, Kauflin diz: “Deus tomou a forma mais precisa de comunicar a verdade, que são palavras, e isso combinado com a maneira mais vaga de comunicar a verdade, que é a música – e ele as coloca juntas para fazer cantar. O objetivo é que o aquilo que sabemos com nossas mentes fique conectado em nossos corações”.

Deus projetou o canto “para nos ajudar a sentir a verdade. Mais especificamente, que está destinado a nos ajudar a sentir o evangelho.

Afetar os Afetos

Como, então, o canto pode nos ajudar a sentir o evangelho? Uma maneira, entre muitas, é que “cantar nos ajuda a meditar e refletir sobre as palavras que estamos cantando, chamando-as para fora. Nós vamos lentamente, nós repetimos “- e ao fazer isso, o peso e o significado tem mais tempo para tocar em nossas almas e penetrar nossas profundezas. Este abrandamento e repetição fazem da música algo nitidamente diferente de um mero discurso.

“Se falássemos assim, seria estranho. As pessoas perguntariam qual é nosso problema. Mas quando cantamos, faz todo o sentido. O canto permite tempo para que essas verdades infiltrem-se profundamente em nossas almas, cause impacto e nos afete e mudem não só o nosso estado emocional, mas as escolhas que fazemos, as coisas que fazemos, porque fazemos as coisas que amamos.

“Deus nos deu o canto para afetar as coisas que amamos, para nos lembrar das coisas que são mais importantes sobre o que Jesus Cristo fez para nos salvar, para nos redimir – essas coisas são as mais importantes na vida. Queremos ser surpreendidos com essas verdades.”

Deus lhe deu uma canção

Cantar serve a nossa verdadeira felicidade e plenitude como seres humanos, mas isso não significa que todos nós teremos inclinação para a música com a mesma intensidade, ou ter a mesma habilidade em música.

Alguns de nós simplesmente não gostam de cantar; outros, que não vivem sem música. No entanto, isso não deve afastar qualquer humano – e, especialmente, qualquer cristão – do poder e do prazer da música e do canto.

“A questão não é:” Foi Deus lhe deu uma voz? ‘, Mas,’ Será que Deus lhe deu uma música? “Eu tenho trabalhado com pessoas que são surdas, literalmente surdas . . . Eu preferiria que cantassem e expressassem o que Deus tem feito em suas vidas, em seus corações, do que apenas permaneçam em silêncio.

Deus lhe deu uma canção. Você só precisa saber as formas como você pode cantá-la, e aproveitar todas as oportunidades que puder para cantá-la – porque Deus usa a música não só para expressar o que está em seu coração, mas para incentivar o que está em seu coração, ou o que deve estar em seu coração.

O que devemos fazer no culto corporativo quando não nos sentimos com vontade de cantar? Kauflin tem um remédio promissor.

Confesse a sua fraqueza, confesse sua incapacidade, peça a Deus para revelar a sua glória para você em Jesus Cristo, e comece a cantar as verdades da Palavra de Deus. Muito provavelmente, não vai demorar muito para que as suas perspectivas sejam alteradas, e você não estará pensando sobre se você sente vontade de cantar mais. Você estará pensando em como Jesus é digno de receber os louvores de seu povo”.

Por: David Mathis. Copyright © 2016 Desiring God. Original: Singing Helps Us Feel the Gospel

Comentários

comentários