Uso do Canto Coral na Adoração

Uso do Canto Coral na Adoração

Em um post anterior eu mencionei uma pergunta deixada em um dos comentários. Collin escreveu:

Com minha experiência limitada, sou capaz de liderar uma banda completa nas manhãs de domingo, mas pára por aí. Nossa igreja tem muitos indivíduos capazes que estariam envolvidos em um coral, mas minhas limitações me impedem de ir além e temos apenas algumas peças simples de coro. Tem alguma sugestão, para alguém com minha experiência limitada, como dirigir um coro? Devo aguardar e esperar até ter treinamento adequado para dirigir um coro? Eu sei que um coral serviria nosso tempo de adoração, então é algo que eu gostaria de ver em algum domingo de manhã.

Na mesma seção de comentários Kyle escreveu:

Meu pastor, líderes de coral e eu temos nos perguntado como incorporar um ministério de coro em um contexto moderno de uma maneira que faça sentido, e não se sinta desconectado do resto da reunião – e, espero, de uma forma que isso vai encorajar mais pessoas a se envolverem com o ministério.

O bom e o mau dos coros

Essas duas questões enfatizam a ambigüidade da Escritura sobre quem deve liderar o culto. Não há nada nas Escrituras que diga que os coros são obrigatórios nem devem ser excluídos quando nos encontrarmos para adorar a Deus. Tudo depende de como os usamos e com que finalidade. Os coros podem se transformar em monstros que drenam os recursos, as energias e o tempo da igreja, e realizam pouco para o avanço do evangelho. Eles podem ser campo de reprodução de fofocas, calúnias, imoralidade e inveja. Por outro lado, os coros podem ser um poderoso meio para encorajar a exaltação a Cristo, com o poder do Espírito na adoração a Deus, composta de pessoas que querem louvar a Deus não apenas com sua canção, mas com suas vidas. Eu vi ambos, e definitivamente quero fazer tudo o que posso para desencorajar o primeiro e promover o último.

Coros, como todo líder de adoração, são feitos para fazer com que Jesus pareça bom e grande, não eles mesmos. Isso significa que, embora a habilidade musical seja valiosa e importante, ela nunca deve ofuscar ou determinar o foco. O objetivo não é a excelência musical e a proficiência por si só, mas uma “excelência incansável” (frase de John Piper) que chama a atenção para aquele que estamos adorando. Aqui está o que um coro pode adicionar a uma reunião:

  • Um modelo de receptividade e engajamento com as palavras que estamos cantando
  • Variedade musical
  • Harmonias que mostram outro aspecto da beleza de Deus
  • Oportunidades para que as pessoas usem seus dons musicais para servir aos outros

Tenho certeza que existem outras boas razões.

Tipos de Coros

Aqui estão algumas coisas que eu penso sobre coros.

Conjunto de Melodia: Este é um grupo de vocalistas expressivos, mas não necessariamente experientes. Um grupo como este é geralmente um bom lugar para começar se você tem tempo limitado, mas um número de vocalistas que estão disponíveis. Seu objetivo principal é reforçar a melodia, e se você conhece a melodia que você pode liderá-los.

Coro de peças: Este é um passo acima de um conjunto de melodia. As pessoas estão realmente cantando harmonias. Se você tem alguns vocalistas dotados musicalmente, eles podem elaborar partes para os coros, ou no caso de hinos, em versos posteriores. Qualquer pessoa que saiba trabalhar as harmonias e tem algo de um dom de liderança pode liderar este coro. Grupos como o Brooklyn Tabernacle Choir levaram esta idéia para um novo nível de excelência.

Coro treinado: Este é um grupo de pessoas que sabem ler música e podem preparar canções especiais para cantar para a igreja. A vantagem de um coro como este é a quantidade de repertório que está disponível para cantar. A desvantagem é que, às vezes, coros como este podem ficar confusos sobre a diferença entre produzir música excelente e adorar a Deus. Isso certamente não tem que ser o caso, mas muitas vezes é. Outra desvantagem é que você precisa de um indivíduo treinado para liderá-lo.

Idéias para começar

Se eu estivesse começando um coro do zero, eu começaria com audições. É sempre bom saber com o que você está trabalhando. Eu avaliaria os presentes, e então tomaria decisões. Se nós tivéssemos um monte de pessoas que não eram musicalmente treinados, mas soou bem, eu gostaria que eles cantassem cerca de uma vez por mês. Certamente vai ajudar a ter experiência em liderar um coro, mas não é crucial para começar. Deus tem uma maneira surpreendente de trazer pessoas para fazer o que é necessário. Eu estou especialmente procurando alguém que possa conduzir o coral em vez de mim!

Quando cheguei à Covenant Life, só usávamos coros em ocasiões especiais para números especiais. Com o passar do tempo, começamos a ver o valor de envolver mais pessoas, mas não conseguimos elevar o nível de participação até um ponto em que fazia sentido. Agora, temos cerca de 20 pessoas cantando uma vez por mês. A qualidade está melhorando, juntamente com o que estamos exigindo dos membros. Nós também vimos a importância de começar o treinamento coral precocemente, então nós temos dirigido três coros infantis há vários anos (elementary, middle school, high school). Estamos tentando nos preparar para o futuro.

Espero que isso seja útil. Se você tem pensamentos, experiências para compartilhar, ou perguntas, sinta-se livre para deixar um comentário.

Por: Bob Kauflin. Copyright © 2008 Worship Matters. Original: Choirs in Worship

Comentários

comentários