5 dicas essenciais para gravar vídeos e lives.

5 dicas essenciais para ajudar vocês a gravarem e transmitirem suas reuniões e cultos.

 

Olá amigos do Portal adorando. Hoje tenho uma meta bem definida: compartilhar 5 dicas essenciais para ajudar vocês a gravarem e transmitirem suas reuniões e cultos. Mas antes, preciso lembrá-los que os equipamentos de gravação e transmissão serão determinantes para uma melhor recepção do conteúdo transmitido. Entretanto, não precisamos nos limitar, pois o mais importante é a mensagem que vocês irão passar.

Por que falo isso? Porque muitos desistem fácil em produzir seus conteúdos por causa da falta de equipamentos apropriados para essas funções, perdendo a oportunidade de abençoar as pessoas.

Aí eu chego na premissa: não adianta os melhores equipamentos se não tivermos um conteúdo de qualidade. Por isso, nunca se esqueça de fazer a seguinte pergunta: isso que estou gravando ou transmitindo é para edificação da igreja?

Sim, meu querido leitor ou leitora, precisamos usar Efésios 4:29 que diz: “Tenham cuidado com a maneira de falar. Nunca saia da boca de vocês nenhuma besteira ou baixaria. Falem apenas o que é útil e que ajude os outros! Cada palavra de vocês deve ser um presente” (versão bíblia A mensagem). Estamos combinados!? Vamos então para as 5 dicas!

 

Dica 1: A luz deve ser planejada

Antes de apertamos o REC da câmera, precisamos cuidar do ambiente que será gravado e, para isso, a iluminação é a primeira dica que chamo atenção. Um ambiente bem iluminado trará mais definição e mais nitidez para nossa imagem. Isso não significa ligar milhares de refletores em cima do púlpito da sua igreja. Vocês precisam planejar a iluminação! Vale muito a pena contratar um profissional para auxiliar a montagem da luz cênica, mas posso adiantar algumas coisas que os produtores audiovisuais usam como regra para iluminar, como no nosso caso, iluminar um palco. Observe a figura abaixo:

Esse mapa de gravação demonstra o trabalho com a utilização de 4 refletores. A potência desses refletores depende do tamanho do objeto que será iluminado. Temos, então, dois frontais que iluminam a largura do palco. No fundo está a luz que chamei de luz#03. Ela realiza o que denominamos contra, ou melhor, contraluz. Esse refletor ajuda a dar aquela sensação de tridimensionalidade no personagem, no nosso caso o pastor, pois apenas a luz frontal deixaria a imagem chapada. Prosseguindo, a luz#04 e 05 servem para suavizar as sombras do personagem.

Antes de irmos para a dica 2, vale uma observação: nesse mapa temos um palco com um elemento apenas, o pastor. Quando o pastor prega, o local que ele caminha pelo palco deve ser iluminado. O mesmo usamos para a Banda. Essa luz que eu estou falando é a luz branca com a medição de 3200K. Um grande erro é a utilização de luz de várias cores para criar um cenário e esquecer que a luz branca deve ser a luz principal dos personagens que serão gravados.

 

Dica 2: Pense a câmera como uma pessoa

Engraçado isso, mas é verdade. Quando falo que a câmera deve ser comparada com uma pessoa, estou afirmando que o aparelho ótico que a câmera tem, possibilitará além de uma melhor definição, os planos de imagem que serão realizados. Se você está mais perto do pastor, mais definição do rosto dele você terá, mas se você estiver mais longe, o verá com menos detalhes. O mesmo acontece com a câmera.

Olhe novamente para figura que usamos anteriormente. Coloquei duas câmeras, uma mais ao fundo, na posição central e a outra um pouco à frente, levemente para o lado direito. Como nosso planejamento é gravar o pastor pregando, é importante para a narrativa audiovisual que tenhamos uma câmera que mostre todo o cenário, pois o nosso telespectador precisa de uma cartografia visual que mostre o ambiente num plano mais geral. Sabe por quê? Porque se o plano de imagem estiver sempre fechado, depois de 5 minutos a imagem cansará nossos telespectadores. Claro, existem outras justificativas que as teorias do cinema e do audiovisual explicariam muito melhor, mas em um próximo artigo, falarei melhor sobre isso.

Prosseguindo. Uma câmera trabalha planos mais abertos e outra planos mais fechados. Pronto, resolvemos nossa imagem. Porém, lembra que a dica fala para pensarmos a câmera como uma pessoa? Então, algo muito importante deve ser lembrado: A minha lente é apropriada para gravar esses planos na distância que planejei colocar a câmera? Essa pergunta é importantíssima!!! Muitos cinegrafistas utilizam câmeras nas quais a lente é embutida, diferente, por exemplo, de câmeras fotográficas. Muitos erram ao colocar a câmera em um lugar onde o zoom da lente final é o último plano de imagem.

A microdica que eu dou é: se você for utilizar essas câmeras, tipo Handycam, coloque-as numa posição que gere o plano de imagem no qual você use pouquíssimo zoom da câmera. Quanto mais zoom, mais tremor e menos qualidade você terá!

Outra microdica: Use um tripé muito bom! Quanto melhor o tripé, mais suave serão suas imagens, além de possibilitar maior exatidão em enquadrar o personagem gravado nos planos panorâmicos (movimento da esquerda para a direita e vice-versa) e planos de giro vertical (movimento de baixo para cima ou vice-versa).

Mas aí alguns podem estar pensando: “Carlinhos, e se eu tenho apenas um celular para gravar e transmitir?”. Sim, meu amigo, use essas dicas que mesmo com o celular você conseguirá uma imagem bem realizada!

 

Dica 3: O áudio é muito importante, então cuide dele com carinho

O que eu irei afirmar agora tem embasamento científico: Uma pregação é muito mais áudio do que vídeo! Sim, você não consegue entender uma pregação sem o áudio, mas consegue entendê-la apenas com o som! Por isso, cuide muito bem do áudio que você está gravando. Existem igrejas que realizam uma mixagem para templo e outra mix para a gravação e transmissão.

Nesse mapa que apresentei acima, o ideal é que chegue um sinal da mesa de PA (Public Adress) ligado na câmera central. É necessário que na saída de áudio da câmera, o cinegrafista utilize um fone de ouvido para que o som não seja gravado muito baixo ou muito alto. Posteriormente escreverei um artigo falando exclusivamente de formas de gravação de áudio em cultos e ministrações de louvor.

 

Saiba como posicionar corretamente as caixas de som.

 

Dica 4: Escolha equipamentos com durabilidade e qualidade

Chegamos num ponto importante. Escolha por equipamentos de qualidade, mesmo que seja apenas uma câmera que grave em cartão de memória em formato 1080p. Posteriormente, você poderá adquirir outra câmera e possuir um sistema de gravação e transmissão.

Hoje em dia, com a evolução tecnológica, temos várias soluções de gravação e transmissão de imagens já interligadas em plataformas de vídeos e redes sociais, como por exemplo, o Wirecast, um software de gravação e transmissão de imagens e sons. Nele você possui mixer de vídeo, gerador de legendas e gráficos, além da possibilidade de criar uma playlist de reprodução em loops, bem como outras ferramentas sem as quais seriam necessários vários outros equipamentos para realizar essas funções, como antigamente.

Resumindo, antes de optar em comprar um equipamento, faça as seguintes perguntas: Esse equipamento terá uma durabilidade alta? Será compatível com o sistema que utilizo na igreja? Esse computador, daqui a 5 anos, ainda conseguirá realizar as tarefas necessárias de gravação e transmissão?

Fiz uma lista abaixo de equipamentos que já trabalhei que cumprem bem suas funções:

1-Câmeras de vídeo: Panasonic Ag-ac160, Panasonic-ag-ac30pb Panasonic AG-AC8PB, Câmera Sony Nx5, Câmera Sony HXR-NX3N, Sony PXW-X70.

2-Mixers de vídeos: ATEM Television Studio HD e Switcher Tricaster Pro Newtek;

3- Gravadores de áudio: Gravador Tascam Dr-40 e Gravador Digital Zoom H5 4 Canais (Essa opção é para quem precisa de um gravador externo, pois algumas câmeras não possuem entrada de áudio);

4- Placas de captura: Blackmagic Design Intensity e Interface Thunderbolt Blackmagic Ultrastudio Mini Recorder;

5- Softwares de edição: Adobe Premiere CC, Final Cult X e Avid Media Composer;

6- Softwares de transmissão e gravação: Wirecast;

7- Computadores: Se for opção portátil, recomendo um Macbook Pro. Se for a solução PC, monte uma máquina i7 com um processador Intel com 32GB de Ram além de Hds de alta performance e capacidade de armazenamento.

 

Agora, se você não tem como investir nesses equipamentos acima e precisa muito gravar e transmitir seus conteúdos, com um iPhone (pode ser outro modelo), um tripé de 60 reais e um cabo adaptador RCA femêa X P3 de 10 reais, você conseguirá transmitir seus conteúdos. Meu conselho nesse caso é que você aproxime o celular o mais perto possível no pastor, pois as lentes dos celulares são bem limitadas comparadas as câmeras que apresentei na lista acima. A respeito do cabo RCA P3, a maioria dos celulares possuem conexão P3 (L e R para saída de áudio e uma faixa de entrada de áudio), assim, você conecta o sinal da saída da mesa de som direto no celular, melhorando a sua transmissão pelo áudio, pois quanto mais nitidez no áudio, melhor a mensagem é assimilada.

 

Dica 5: O mais importante: não se produz audiovisual sem pessoas capacitadas!

Sim, para produzir qualquer conteúdo audiovisual é necessário pessoas preparadas e capacitadas. Além de dominar a linguagem audiovisual, os profissionais da imagem e do som precisam de uma atualização técnica constante, pois a todo momento é lançado um novo equipamento, um novo gravador, uma nova câmera. Costumo pensar que se em uma banda temos um baterista, um baixista, um guitarrista, um tecladista e vocalistas, na “banda” do audiovisual temos vários cinegrafistas, um diretor de imagem, sonoplastas, iluminadores, editores, que precisam estar sincronizados e preparados para atuarem em unidade.

Quando falo de pessoas capacitadas, também pontuo que a equipe de audiovisual deve ser excelente não apenas na técnica, mas também e principalmente na palavra de Deus, pois a responsabilidade de captar imagens e sons deve ser feita por pessoas que tenham uma sensibilidade espiritual profunda e criativa, movidas pelo Espirito Santo, para que quando aquele conteúdo audiovisual for transmitido e assistido, as pessoas possam sentir a presença de Deus nas suas telas.

 

Para finalizar…

Nesse artigo, optei em trazer dicas práticas com o foco de ser um start nos temas aqui apresentados. Posteriormente, retornarei aprofundando cada dica aqui apresentada. Qualquer dúvida ou comentário, estou à disposição para ajudá-los. Um grande abraço e nos vemos no próximo artigo aqui no Portal Adorando.

Leia mais: As mídias audiovisuais ao alcance da igreja.

Carlos H. Sabino.

Comentários

comentários